ANA MONTEIRO

“Toda a minha obra é uma tentativa de olhar para dentro. Para o mais fundo da alma. Para aquilo que se esconde por detrás dela. É uma tentativa de expor as vísceras à claridade do dia, e contemplar-me como se eu, me fosse desconhecida, e as minhas dores me fossem alheias como as dores da gente que eu não saiba que existe. É a mim que procuro, em cada traço e em cada pincelada. Em cada retrato: de uma criança, de um velho, de um homem… é a mim que reflicto. É o meu entendimento da alteridade que espelho. É a minha busca daquilo que sou e ainda não conheço, que procuro, cada vez que retrato um Outro. A minha obra não é o meu olhar sobre o mundo: são os espelhos infinitos que me cercam e multiplicam a minha imagem até onde eu a já não possa ver. São as poças de chuva que trago cá dentro, turvas de lama, em cuja profundidade me afogo e renasço, na tentativa de chegar até mim."

 

Ana Monteiro

Pinto porque preciso. Porque preciso de ver, de caminhar, de respirar a adormecer.

 

Pintor porque preciso de acordar, porque tenho de acordar e encarar-me e compreender quem sou.

 

Pinto porque, ao mesmo tempo, não tenho ideia alguma do que se esconde dentro de mim.

 

Porque gosto de espelhos: aqueles espelhos quebrados nos lugares mais recônditos de mim.

 

Pinto porque me aborreço, tantas vezes. E porque estou viva, sempre.

OBRAS

'Bojador' 80 x 100 cm oil on canvas 2016

'Monocle' 90x70cm oil on canvas 2015

'Rorschach Test' Graphite and Watercolour on paper 50x65cm 2015

'Sense and insensibility' 100x50cm oil on panel 2016

Para mais informações sobre estas obras por favor contacte-nos através do seguinte e-mail: portugalnow2015@gmail.com

© BORDERLAND 2016

Mara Alves PortugArt Founder

Tel: +44 (0) 7425089060

E-mail: portugalnow2015@gmail.com

SOCIAL MEDIA

Com o apoio da Embaixada Portuguesa